CM Praia: vereadores decidem anular o despacho presidencial que retira as funções a tempo inteiro de Samilo Moreira e Chissana Magalhães

07 de julho de 2021

A+ A-

Continua a polémica na Câmara Municipal da Praia, seis dos nove vereadores reuniram-se ontem, extraordinariamente, sem as presenças do presidente da Câmara Municipal, Francisco Tavares, e do secretário municipal. Deliberaram anular o despacho presidencial que retira as funções a tempo inteiro e a consequente desprofissionalização dos vereadores do PAICV Samilo Moreira e Chissana Magalhães.

Chissana Magalhães considera, em nota enviada à RCV, que se está perante uma grave crise institucional em curso na Câmara Municipal da Praia que inclui, diz, a profissionalização forçada de vereadores e a colocação de forma criminosa de GPS nas
viaturas da Câmara Municipal da Praia.

Os participantes na reunião, de ontem,que aconteceu na sede da SOCA, decidiram ainda apoiar a decisão dos vereadores Chissana Magalhães e Samilo Moreira de apresentar queixa-crime contra Francisco Carvalho, que acusou os dois vereadores de corrupção. 

Esta decisão surge após o presidente da Câmara Municipal da Praia, Francisco Carvalho, ter acusado os vereadores Samilo Moreira e Chissana Magalhães de tentativa de perturbar o normal funcionamento da autarquia. Em consequência os dois vereadores foram desprofissionalizados.

Após o anúncio feito pelo autarca da Praia, Samilo Moreira e Chissana Magalhães acusaram Francisco Carvalho de “autoritarismo”, manipulador da verdade e violador da lei.



Programação

Ainda esta Semana

Últimos Vídeos

Últimos Áudios

Artigos Relacionados