Caso Amadeu Oliveira: Presidente da República apela ao apuramento urgente dos responsáveis pela saída de Arlindo Teixeira do país

01 de julho de 2021

A+ A-

Presidente da República apela ao apuramento urgente e rigoroso das responsáveis no caso da saída de Arlindo Teixeira do país. Jorge Carlos Fonseca considera que o caso é grave e assim que forem apuradas as responsabilidades os responsáveis devem ser sancionados já que democracia não deve ser sinónimo de ausência de responsabilização.

O Presidente da República considera que o caso da saída de Arlindo Teixeira do país, acompanhado pelo seu advogado Amadeu Oliveira, causa perplexidade e insta a investigações rigorosas e urgentes.

As averiguações devem ser feitas com a máxima urgência possível, defende o Chefe de Estado cabo-verdiano.

Para Jorge Carlos Fonseca a democracia não deve ser sinónimo de ausência de responsabilização e de exercício efectivo de autoridade.E considera que as prováveis deficièncias no sistema judicial não podem significar a procura de soluções fora do Estado de Direito.

Sobre o papel que o advogado e deputado Amadeu Oliveira teve na saída de Arlindo Teixeira do país por estar descontente com o estado do sistema judicial cbo-verdiano,o Presidente da República respondeu assim: "SObre isso não respondo em concreto, por faltar-me dados precisos sobre o caso. O que posso dizer é que todas as instituições cabo-verdianas que devem trabalhar para afirmação do Estado de Direitoe democracia devem ter a sua responsabilidade para a sua afirmação crescente e não pela sua desacreditação".

Assim o Presidente da República exorta ao apuramento urgente e rigoroso das responsabilidades neste caso.



Programação

Ainda esta Semana

Últimos Vídeos

Últimos Áudios

Artigos Relacionados