Esgrima: Victor Alvares de Oliveira quer continuar a representar Cabo Verde em provas internacionais

03 de maio de 2021

A+ A-

O esgrimistra franco-cabo-verdiano, Victor Alvares de Oliveira, quer continuar a representar o país em provas internacionais.

O atleta, medalha de Prata no Campeonato Africano de Esgrima, pretende trazer mais jovens a praticar a modalidade.

Na prova continental que decorreu, em finais de Abril, no Cairo, Egipto, o representante nacional ficou em segundo lugar, perdendo a final para um argelino. Víctor Alvares de Oliveira confessa, entretanto, que ficou decepcionado com a sua prestação.

Mesmo tendo falhado o objectivo da qualificação para os Jogos Olímpicos de Tóquio, o esgrimistra de 24 anos expressa o prazer e orgulho que é representar Cabo Verde e promete preparar - se para as próximas competições.

O jovem, nascido em França e filho de pai cabo-verdiano, agradece o apoio da Federação Nacional de Esgrima e da Associação Criolitá e quer contribuir para a massificação da prática da modalidade no país.  

Depois de conquistar a medalha de prata no Campeonato Africano de Esgrima, o esgrimistra franco - cabo-verdiano, Victor Alvares de Oliveira quer ser um exemplo para os futuros praticantes da modalidade.

Pedro Paulo Moreira / RCV



Artigos Relacionados