A presidente do PAICV quer que o governo reveja a forma como as autoridades públicas assumem a luta pela igualdade

08 de março de 2021

Janira Hopffer Almada, presidente do PAICV
A+ A-

 

Num país em que na sua óptica, não há políticas sociais para combater a pobreza, num contexto da Covid-19, em que a pandemia vem impactando negativamente, sobretudo as mulheres.


Posição defendida por Janira Hopffer Almada, no âmbito da visita que está a efectuar, hoje, as instituicoes que têm a mulher como principal utente.

Em toda parte do mundo, a mulher de uma forma ou de outra a mulher é a mais afectada, já que trabalham em sectores que implicam mobilidade como o turismo e sectores conexos onde a mulher é a principal força de trabalho. E Cabo verde não foge à regra.

Fazendo jus ao lema da comemoração do dia de hoje, que é “Mulheres na Liderança alcançando um futuro com igualdade num mundo de Covid-19”, a presidente, que se faz acompanhar de mulheres candidatas do PAICV para as legislativas de Abril próximo, defendeu a necessidade do governo recentrar as suas políticas. Sublinha que a luta da mulher para a autonomia, a subsistência e a sobrevivência.

Francisco Tavares, presidente da Verdefam - que nasceu há 26 anos, para levar a mulher a viver a sua saúde sexual em segurança e com autonomia. O presidente Francisco Tavares acredita que a ONG vem dando o seu contributo para alcançarmos esse desiderato.

Dos poderes políticos, espera um reposicionamento que tenha em conta a situação da saúde sexual em Cabo Verde assim como tenha as consequências da Covid-19 na saúde sexual e reprodutiva em Cabo Verde.

A Morabi, também foi visitada pela presidente do maior partido da oposição e, esta tarde, será recebida pela Associação Cabo-verdiana de Luta Contra a Violência Baseada no Género.

 

RTC Multimédia
Disponibilização online (Estagiária - com supervisão)