Reacção do Ministro da Saúde sobre o decreto-lei das taxas moderadoras

15 de fevereiro de 2021

Arlindo do Rosário, ministro da Saúde
A+ A-

 

Não têm sido passadas, de forma correta, as informações sobre  a implementação do novo decreto-lei das taxas moderadoras e que tem por objetivo melhorar o acesso das pessoas, com menos condições socioeconómicas, à saude.


A declaração é do Ministro da Saúde e Segurança Social, Arlindo do Rosário, que prestava, hoje, alguns esclarecimentos a este respeito à imprensa na cidade do Mindelo.

Arlindo do Rosário realça que  o novo decreto-lei não traz custos às pessoas mais vulneráveis ao contrário do que se tem dito, nos últimos dias (áudio infra).

O governante diz que o país vive um momento muito particular, pelo que não se deve tirar a essência do decreto-lei e nem desinformar a sociedade sobre a implementação das novas taxas moderadoras que, diz o ministro, visa a inclusão social.


RCV
Disponibilização online - RTC Multimédia (Estagiária - com supervisão)



Artigos Relacionados