Covid-19 bate à porta da selecção nacional de andebol. Sete jogadores infectados

11 de janeiro de 2021

A+ A-

É um contratempo na preparação da selecção nacional de andebol que vai estar no mundial do Egito, que arranca já na próxima quarta-feira, 13.Sete dos jogadores estão infectados com a covid-19 e o estágio foi suspenso.

Neste momento, toda a equipa encontra-se em isolamento. Esta situação já dura uma semana, conforme avançou à Rádio de Cabo Verde o seleccionador nacional, José Tomaz.

“Estamos neste momento confinados. Fomos fazer testes rápidos no dia 5 de Janeiro, 15 pessoas do grupo acusaram positivo. Entretanto, no dia a seguir, fizemos testes PCR e, desses 15, sete viram confirmados os resultados positivos. A partir daí, parámos a actividade e aguardamos, para esta segunda-feira, a realização de novos testes” – revelou José Tomaz

Os sete jogadores infectados com covid-19 estão neste momento sem sintomas, se bem que, no início, alguns tivessem manifestado algumas indisposições ligeiras

“As pessoas não têm sintomas nenhuns. No início, houve alguns que sentirem determinados efeitos, uns a sentirem muito frio, depois houve indisposição de um. Além disso, não houve sintomas mais preocupantes”, detalhou José Tomaz

A selecção está confinada desde o dia 5 de Janeiro em Nazeré, sem poder treinar. É que a covid-19 bateu à porta da equipa.

Esta quarta-feira, a caravana volta a ser submetida a testes. Toda esta situação veio atrapalhar por completo a preparação para o Campeonato do Mundo de Andebol que começa a 13 de Janeiro. A equipa cabo-verdiana tem viagem marcada para Egito na próxima quarta-feira, mas se persistirem os casos positivos, a caravana não poderá viajar.

Benvindo Neves, RCV

Reportagem RCV