A Câmara Municipal de São Miguel quer maior participação da diáspora cabo-verdiana

07 de janeiro de 2021

Máxima Moreno, vereadora do Turismo e Desenvolvimento de São Miguel
A+ A-

 

A vereadora do Turismo e Desenvolvimento apresenta, hoje, um regulamento próprio de empreendedorismo e investimento, em encontro com emigrantes.

 

Máxima Moreno diz que o desenvolvimento pleno de São Miguel é possível com mais interação e participação, também, da diáspora. Uma diáspora à qual a Câmara Municipal quer dar mais atenção.

A equipa camarária de São Miguel vai, para já, apresentar um regulamento próprio de empreendedorismo e investimento aos emigrantes. Uma ferramenta, explica a vereadora pela área do Turismo e Desenvolvimento, Máxima Moreno, com condições de isenções e outras regalias. “Nha Ideia, bu Negócio” e “Nha Kaza, bu Conforto” são exemplos de projetos destinados a emigrantes. (áudio da entrevista, abaixo).

São mais de 30, os emigrantes que vão participar na conversa aberta promovida, esta manhã, pela Câmara Municipal de São Miguel que contará com a presença de entidades ligadas ao empreendedorismo, turismo e investimento.

 

Hérmen Alfredo - RCV

Disponibilizado online pela Multimédia RTC



Artigos Relacionados