Organização orgulhosa com 8ª Edição do Atlantic Music Expo

16 de junho de 2022

A+ A-

A organização do Atlantic Music Expo está orgulhosa de ter conseguido realizar a Oitava Edição do AME depois de dois anos de paralisação e, ainda em Pandemia, em duas cidades, Praia e Mindelo.

Num balanço a RCV na penúltima atuação do ultimo dia de shows no Plateau, o Director do Mercado da Musica do Atlântico a partir de Cabo Verde, Gugas Veiga defendeu que tanto o publico como os convidados internacionais, apreciaram a música que se apresentou, logo conseguiram-se os objetivos.

A atual organização do AME acredita que vai ter de continuar a mostrar que é o Mercado da Musica é um evento em que se deve existir. Gugas Veiga frisa que para a organização não é um evento com fins lucrativos logo não faria sentido cobrar bilhetes.

A oitava edição do AME foi uma edição difícil de organizar, e em meio a muitos contratempos, mudanças de ultima hora e défice financeiro consegui estender-se a mais uma ilha. Cumprido um contrato de três anos a atual organização não tem a certeza se vai continuar, Veiga diz que ainda há um défice por resolver em relação a promessas dos parceiros.

No cair do pano sobre a pauta musical da oitava edição da Atlantic Music Expo fica a ressalva de que vai ser necessário sentar a mesa e repensar o seu futuro.

 

RTC Online, com RCV

Artigos Relacionados

Programação

Mais Acedidos

Últimos Vídeos

Últimos Áudios