Câmara de Comércio de Sotavento descontente com declarações do presidente da AEC

10 de agosto de 2022

A+ A-

O Presidente da Câmara de Comércio de Sotavento posicionou-se hoje sobre polémica levantada pelas declarações do presidente da Associação dos Empresários de Cabo Verde em relação à possibilidade de trabalhadores nacionais serem recrutados massivamente para trabalharem no turismo da região do Algarve, em Portugal, e entende que esse posicionamento deve merecer uma resposta do Governo.

Entrevistado no programa Ponto por Ponto, da Televisão de Cabo Verde, o presidente da principal organização representativa das entidades patronais da região de Sotavento afirma “lamentar” a falta de resposta das autoridades em relação ao comentário do presidente da Associação dos Empresários de Cabo Verde.

Andrea Bonelli, presidente dessa agremiação, tinha considerado, num comunicado publicado há alguns dias, não ver vantagens no referido modelo de recrutamento de mão de obra cabo-verdiana, e falou em “abrir a porta do galinheiro”, comentário que não agradou a Marcos Rodrigues, presidente da Câmara de Comércio de Sotavento, para quem o pronunciamento em causa não devia ficar sem resposta.

Aquele responsável afirmou entender as preocupações de Andrea Bonelli, mas acrescentou entender que “é preciso capacitar mais a mão-de-obra no setor do turismo” para que possa dar resposta às demandas, tanto a nível nacional como numa perspectiva internacional.   

Toda esta polémica acontece na sequência de informações segundo as quais a Região de Turismo do Algarve pretende abrir vagas para mais de 5 mil empregos, que colocará à disposição de trabalhadores cabo-verdianos.

Artigos Relacionados

Programação

Mais Acedidos

Últimos Vídeos

Últimos Áudios